Portughese collage







Bem-vindo ao Movimento de Nossa Senhora da Consagração.
Este Movimento visa difundir devoção ao novo título de Nossa Senhora da Consagração e à Santíssima Virgem através da consagração de indivíduos e famílias, bem como da sociedade.

  • GUZA MIFSUD

    E OS ACONTECIMENTOS NO GIRGENTI

    QUEM É GIUSA MIFSUD?

    "Quem sou eu? Eu não sou nada. O nada é melhor que eu." Assim era a resposta de Giusa Mifsud, filha de Isidoro e Nocolina Cassar, a quem lhe perguntava a seu respeito. Nasceu na cidade de Siggiewi, em Malta aos 27 de janeiro de 1923, e era a caçula de sete outros irmãos. Ela dizia que sempre fora doente, desde o nascimento. Sua mãe dizia a respeito da sua filha Giusa: "Não sei como ela viveu os primeiros três meses de vida, porque ela tomou mais remédios do que aquilo que a mãe lhe dava”. Ela recebeu a primeira comunhão no dia 12 de Julho de 1931. Este dia era para a família toda, um dia de confusão, porque Giusa sangrava o nariz todo momento. Aos onze anos de idade ela sofreu a febre Tifóide e lutou com a morte por três meses. Quando tinha vinte e dois anos ela teve que ser operada da apendicite, quando estava ainda sob o efeito da anestesia seus familiares diziam que ela tinha falado muito de nossa Senhora. Durante sua vida ela continuou sofrendo de muitas outras enfermidades, e de fato cada dia que passava ela piorava mais.

    Era filha de Maria, membro da Ação Católica, delegada dos doentes e junto com mais doze moças, ela tomava conta da adoração à Eucaristia, chamadas "Lâmpadas Vivas". Mas é com muita certeza que ela é importante para muitas famílias que ajudou a fazer o ato da consagração, que são mais de quintetos e sessenta e cinco famílias.

    Sua mãe lhe animava para ir à escola, mas ela foi somente um ano e cinco meses, porque ela gostava mais do sitio. Antes de sair de casa para ir ao sitio de Girgenti fazia umas quarto vezes o sinal da cruz porque ao longo do caminho, se ela encontrasse alguém não precisava fazê-lo em frente da pessoa. Da casa para o lugar chamado as almas de Ta’ Brija ela rezava um terço, e deste lugar até a ponte que atravessa o vale, ela fazia as visitas ao santíssimo, e depois da ponte até o Girgenti ela meditava a Via Sacra.

    O INÍCIO DAS VISÕES

    Giuza dizia, que os primeiros contatos com a Senhora da Vida, iniciaram quando ela tinha quinze anos e sete meses.

    Depois, ouviu alguém dizendo, "para defender o respeito à Deus por causa das blasfêmias e da desonestidade." Esta voz demorou umas três semanas. A respeito disso, ela falou com seus confessores, Padre Jorge Mercieca e São Jorge Preca. Ela dizia que escreveu umas cinco cartas para o Primeiro Ministro, Sir Paul Boffa, onde lhe pedia para fazer uma lei contra quem blasfema o nome de Deus. Aconteceu, que quando estava participando do Congresso do nome Santo de Deus na cidade de Paula, o arcebispo Mons. M. Gonzi, anunciou que o governo ia fazer esta lei.

    Quando Giusa completou vinte e oito anos, ela fala que viu uma senhora com um menino nos braços e conforme Giusa falou, a Senhora lhe disse para fazer uma cópia, como ela estava vendo a figura. Quando Giusa respondeu que nāo sabia desenhar, a Senhora lhe disse: "Faça tudo e diga aos outros que tudo foi feito sobre minha orientação. Por isso pegue o seu livro de Igreja que você tem na gaveta do armário. No livro tinha um santinho que reapresentava a nossa Senhora com o menino Jesus nos seus braços. Naquele santinho deixe tudo aquilo que você esta vendo em mim, tire aquilo que não está vendo e aumente aquilo que não tem." Quando no dia seguinte sua mãe foi à missa de manhã, Giuza pegou o santinho e com um giz vermelho pintou o vestido de nossa Senhora e com uma caneta azul pintou o manto. A cruz e a coroa os pintou com um lápis e depois com uma caneta azul.

    Conforme Giusa disse, a Senhora ordenou-lhe para pegar o santinho e levá-lo para o fotografo fazer um engrandemento. Ela disse que quando pediu desculpas a nossa Senhora de modo especial a respeito da coroa, a Senhora respondeu-lhe: Você pintou muito bem. Aqueles defeitos fui eu que lhe permiti para ser um sinal que o desenho foi feito por mãos pobres e humildes. Giusa disse também, que nossa Senhora lhe ordenou escrever as palavras: "Nossa Senhora da Consagração". No mês de Agosto no ano 1986 numa assembléia no Girgenti, Giusa disse que Nossa Senhora lhe falou: "Desde a minha infância eu fui consagrada ao Senhor Deus e este nome ninguém me tem dado no mundo, mas é meu prazer dizer isto a você, para você espalhar a todos."

    Giusa dizia também que viu a nossa Senhora muitas vezes no Girgenti. Uma vez em cima da árvore das nêsperas, ela viu uma grande luz, como se o sol tivesse descido sobre esta árvore. Naquele dia ela viu a nossa Senhora vestida de branco, um manto azul e com o rosário nas mãos. Giusa também fez um desenho desta visão e a chamou "Nossa Senhora do Girgenti".

    A MENSAGEM SE ABRE AO POVO

    Era Mons. Savatore Grima, o diretor espiritual de Giusa, que em Novembro de 1983 lhe disse para abrir esta mensagem para o povo inteiro. Muita gente lhe visitava na sua casa para que juntos rezassem à nossa Senhora. Quando, no ano 1985, perguntaram ao Mons. Salvatoe Grima o que pensa a respeito de Giusa. Ele respondeu assim: "Vieram me perguntar a respeito de Giusa, a respeito do titulo: Nossa Senhora da Consagrāo, e Nossa Senhora de Girgenti. Eu como seu confessor espiritual posso dizer que tudo é verdade e pode contar sobre ela. Por isso é importante que seja animada para que a vontade de nossa Senhora seja cumprida."

    Mas no ano 1983, Giusa falava somente a respeito do título de Nossa Senhora da Consagração, mas não mencionou nada a respeito do Girgenti. Era o dia 21 de Outubro de 1985, quando Giusa foi ao Girgenti com Mons. Amante Buontempo e lhe mostrou onde viu a Nossa Senhora, em cima da árvore das nêsperas. Nicolau, o irmão de Giusa disse ao Monsenhor que aquela árvore nunca foi plantada ou semeada, parece que ela cresceu ali de propósito. O monsenhor Bontempo perguntou à Nicolau como a árvore acabou e ele respondeu que quando teve a enchente de Outubro de 1979 a água a levou. A respeito da mensagem ela falou a primeira vez ao povo em Novembro de 1985. Ela falou que "na noite de 8 de Setembro deste ano isto é, 1985, ouvi a Nossa Senhora falando comigo, e a conversa demorou muito. Me disse para dizer que eu lhe tinha vista no Girgenti. Naquela aparição estava vestida com um vestido branco, um manto azul e com o rosário nas mãos. Ela me disse que queria uma imagem dela como já tinha me pedido nos anos cinquenta."

    Mons. Buontempo era um instrumento para Giusa abrir a mensagem do Girgenti. Lhe disse que antes de cumprir este dever ela não ia ficar sossegada. Por isso foi contratado o Sr.Anton Agius para fazer a estátua conforme a imagem que Guiza tinha feito. A estátua foi colocada no lugar de Girgenti no dia 5 de Maio de 1986 e o padre Anton Gauci a benzeu.

    Ế importante dizer que na origem, a imagem era de cor marrou claro, mas no ano 1991 alguém desconhecido, pintou a imagem com uma cor marrou escuro. Mais alguém desconhecido a pintou com o vestido branco e o manto azul celeste. Foi então que depois pintaram o manto com azul escuro, como é ainda ate hoje, para melhor figurar a Nossa Senhora como Giusa lhe tinha visto sobre a árvore das nêsperas.

    VISÕES DE OUTROS SANTOS E ALMA

    As visões que Giusa fala que aconteceram, nāo foram somente as de Nossa Senhora, mas também de vários santos e alma boas. Durante as reuniões de adoração que começaram a ser realizadas neste o ano 1986, Giusa falou aos presentes às mensagens de nossa Senhora, de Jesus na Eucaristia, e diversos santos e almas entre os quais Sāo Miguel, Sāo Jose, Santa Terezinha, São Pio de Petralcina, Santa Caterina Labore e outros…

    Na reunião do dia 13 de Novembro 1991, Giusa assim falou: "Eu lhes digo que no passado vi São Miguel, e quando o vi sobre uma nuvem, estava um pouco longe de onde eu vi nossa Senhora da Vida no vale de Girgenti. Quando o vi sobre aquela nuvem eu fiquei congelada, um homem misterioso, enfeitado com as coisa divinas que foi enfeitado por Deus… Eu lhes digo que ele me falou: "Você tem que ser uma guerreira para Malta, e será uma guerreira de Jesus na Eucaristia, e aquilo que nossa senhora esta lhe trazendo… Você tem que usar a couraça, o capacete e a espada porque muitos serão contra ti, mas o Senhor Deus e Nossa Senhora lhe prometeram que estarão contigo, ninguém vai te fazer mal..."

    Foram várias vezes que Giusa fala que tinha visões de São Pio de Petralcina. Uma visão aconteceu no dia 11 de Fevereiro 1987. Nesta visão ela o viu vestido como Padre Cappuccino mas não como um homem ancião, mas como homem jovem e bonito.

    Quando me mostrou suas mãos me disse: "Por meio destas chagas de Cristo eu sofri muito como está sofrendo você, mas você está sofrendo muito mais que eu, porque você tem outra chaga escondida que ninguém sabe, além do Senhor e a Senhora da Vida…

    Você tem muito entusiasmo para trabalhar para Nossa Senhora da Vida... e isto é sucesso muito grande, nāo somente na sua terra, mas também no mundo inteiro… Enquanto você ainda está no mundo, continue sofrendo querida irmã Giusa, no Senhor e em Nossa Senhora, continue sofrendo, continue humilhando sua alma, porque este é um grande preço para o seu bem, para terra de Malta e Gozo, e o mundo inteiro. Também onde existem as Guerra está chegando esta mensagem. Querida irmā Giusa, em Cristo, aqueles que dizem mentiras a seu respeito, este vai ser contra eles… saiba que eles nāo lhe fazem nenhum mal, porque contigo está a māo da Divina Providencia e a māo ponderosa de nossa Senhora, que está lhe trazendo esta coisas… Desejo que você reze à māo da Providencia de Deus para abençoar sua terra natal, a terra de Itália, onde eu morava e todo o mundo especialmente onde ainda tem muitas e muitas pessoas sem Deus e pecadores… Eu do céu rezo por ti e peço ao Senhor Deus para continuar abençoando você. No ano 1989 Giusa tinha outras visões de Santa Terezinha. Ela a viu com uma capa Branca sobre os ombros, perto dela tinha uma planta com flores brancas e estava abraçada com a cruz que Giusa tem na capella de nossa Senhora na sua casa. Conforme Giusa, Santa Teresinha lhe disse: “Você está continuando vivendo com Jesus Eucaristia. Não fica entristecendo seu coração, mas diz à Jesus que você está sendo mártir com as doenças do nosso tempo… Quando o sofrimento vem de Jesus e o coração estiver de acordo, serão quebrados uns corações de pedra e se tornarão corações de carne."

    Das visões que Giusa teve de Sāo José ela disse assim: "Hoje Sábado no último dia do mês de Setembro 1995… Sāo José lhe disse: Querida filha, no passado quando estávamos no mundo, eu e a Senhora da Vida, com o Senhor Deus, como você disse, tinha também confusões e males. O ciúme conseguiu, que o Filho de Deus que veio ao mundo dar a paz e fazer reinar a amizade entre os homens, fosse tirado do mundo… Neste tempo o mundo está passando pelo calvário grande de escuridão, de males, gente sem piedade, gente que inventa a escuridão, guerras, gente que no lugar de usar a misericórdia como irmãos, usam os meios do calvário pelos quais o mundo está passando, por instrumentos de guerras feias, abandonando as pessoas de bom coração, pessoas inocentes para que no seus lugares reinam pessoas violentas, com um coração duro como o bronze… Reze muito pelas necessidade da Igreja, pelas necessidade de sua representantes de modo especial pelo Papa. Os representantes do povo, se voltaram contra os bons, nāo respeitam os bons e estão matando e afastando as pessoas de boa vontade… Fale muito sobre a paz…Nosso Senhor Jesus veio ao mundo para trazer a paz e a querida nossa Senhora está aparecendo para trazer a paz no mundo…"

    A EUCARISTIA E A PAIXĀO DE CRISTO

    Qiunta feira 2 de Junho de 1988. Era um dia muito grande na vida de Giusa Mifsud. Giusa conta, que naquele dia estava na sua casa Padre Daniel Farrugia celebrando a missa (na capelinha que tem em casa) e disse que na hora da consagração, ela viu umas coisas grandes naquela hóstia e disse ao sacerdote para manter alta aquela hóstia, porque nela estava vendo uma coisa maior,estou vendo que Jesus está sofrendo, e sofrendo muito. Eu vi Jesus coroado com espinhos e seu rosto cheio de sangue e o ouvi dizendo … "estou recebendo tantos desprezos e recebendo tantas coisa maus daqueles que estão me recebendo com pecado, e especialmente aqueles que blasfemam a hóstia… Eu dei muito amor ao homem e agora muita gente de coração seco e duro como aço, duros, dizem palavras contra a Eucaristia, comunhões sem preparação, e a respeito das comunhões nas mãos, aquelas māos sacrílegos…porque fazem tudo até matar os próprios irmãos. Aquela hóstia que o sacerdote lhes da na mão, estão usando-a para a missa negra, a missa do diabo, e está acontecendo tantos males ao jovens no mundo inteiro. Desejo que você espalhe esta devoção grande que aconteceu hoje, nesta pobre casa, e frequentemente terá contatos com minha Mãe e sua mãe."

    Giusa ficou muito preocupada porque temia que não ia ser capaz de cumprir seu dever a respeito da Eucaristia, mas os fatos mostram o contrario. Até aquele dia ela falava somente da grandeza da Eucaristia, mas daquele dia para frente pode dizer que a Eucaristia era o cúmulo de todas as mensagens que promulgava, e as pessoas presentes nas reuniões de Girgenti temos certeza de lembrar com que coragem e animo e amor lhes falava do sacramento tão grande. Pode dizer que durante as reuniões de Junho e Julho de 1988, aconteceram alguns fenômenos no sol. Este começou a girar sobre si, e trocava de cores. As vezes aparecia muito Branca como a hóstia grande do sacerdote. Outros fenômenos já tinham acontecido durante outras reuniões.

    Numa mensagem gravada por Giusa no dia 24 de Junho de 1994 ela disse: "Hoje eu tive uma visão muito grande a respeito de Jesus na Eucaristia que não tem nada a ver com as coisas terrenas, porque eu vi Jesus na Eucaristia com muitos anjos lindos lhe adorando com o incenso nas mãos. Quanto amor devemos ter para Jesus na Eucaristia.

    Vi uma quantidade, milhões de anjos adorando com o rosto no chão, lhe adorando na eucaristia. Os vestidos não sei explicar como eram. Quem estava vestido de branco, outros de cor verde bonito mesmo, outros de cor celeste muito lindo outros de cor de rosa claro, jovens divinos.

    Eu lhes digo que as pedras velhas da minha casa se tornaram todas bonitas. Na hora da visão eu não vi as pedras velhas, mas brilhando, em todo lugar, luz e reflexos, vi muitos raios esta noite, raios de cor de prata vindo do céu…"

    A paixão de Cristo foi também um assunto que Giusa Mifsud falava muito a respeito. Pode dizer livremente que em cada reunião, ela nos lembrava quanto nos amou Jesus, que sofreu por nós uma paixão tão grande para nos redimir. Ela animava a assembléia, para que todo mundo meditasse e pensasse, sobre a paixão, para que todos nós valorizássemos aquilo que Cristo fez conosco depois de nos ter deixado a Si mesmo na Eucaristia.

    Numa mensagem que Giusa gravou no dia 28 de Março de 1991, Quinta Feira Santa, o dia seguinte Sexta Feira Santa, ela disse… "Desde o dia dos Ramos até hoje, quinta Feira Santa, eu segui os passos da paixāo santa do nosso Senhor Jesus Cristo … A meia noite eu vi, numa visão viva de Jesus. Eu encontrei com Jesus sobre o peso da cruz sofrendo muito, com a coroa de espinhos na cabeça, a cruz nos ombros, sangue descendo da sua cabeça e os seus olhos dividiram meu coração com aquele olhar misericordioso e santo … E quando lhe ouvi dizer, "Minha filha não podia fazer mais nada daquilo que fiz durante esta noite santa e preciosa que por meio dele eu lhes deixei o miracolo vivo e divino da Eucaristia" vocês não tem idéia o que eu senti… Aqueles olhos divinos com os quais Jesus penetravam o meu coração, e dividiram meu coração, porque aquele olhar de Jesus significava muito para mim."

    Na reunião de Abril de 1989 Giusa disse: "…A noite era terrível para Jesus, eu o vi saindo da casa de Pilatos com os ombros cheios de sangue. Ao descer os degraus marcando os seus passos com sangue… Vendo um homem sendo flagelado, e dando-lhe bofetadas no rosto com punhos, eu lhe digo quanto sofreu meu coração naquele momento… Eu vi vivo, não numa imagem, num papel ou imagem ou desenhado na pedra… Pessoa divina vinda dos céu, pessoa que sofreu muito, pessoa que não podia auguentar aqueles sofrimentos, se não era realmente e verdadeiramente o Filho de Deus…

    Jesus me disse: "Você tem que sofrer como vítima de perdão, pelo perdão da gente de sua paróquia, das suas ilhas … O que mais me sinto ofendido… que eu fiz tanto bem para os meus irmãos, tantos mortos que ressuscitei e tantos doentes que curei, e qual foi o meu pagamento? Eles me pagaram com a coroa de espinhos, com açoites. Vai ter outra visão que vai lhe fazer chorar muito."

    E realmente me deixou chorando esta visão… quando chegou a hora lhe disseram, "Deite na cruz para começar a furar as suas mãos e seus pés"… O que mais sofreu Jesus foi na sua mão esquerda que sobre ela carregou a cruz e no pé direito que carregou o peso da cruz. Depois começaram a rebentar-se as veias… Jesus me disse: "Mas eu … o que mais sofri, foi com a coroa de espinhos… para sofrer pelas pessoas que estão pensando como se vendicar daquele ou daquela, com o ódio, a quem vão matar, aquilo que os mais poderosos estão planejando, as guerras..."

    Depois eu vi umas cinco pessoas que me tirara as vestes e a túnica que estava grudada com meu corpo sangüento. Quantas coisas ele me disse a respeito desta ação. Disse… "Estou sofrendo por aqueles que pecam contra a pureza e a santa castidade…falou quando ele foi desnudado de suas roupa santa."

    A MISSÃO DE GIUSA NAS NAÇÕES

    Giusa muitas vezes disse que nós não devemos ser egoístas em nossas orações, mas que devemos rezar para todos como irmãos, porque somos todos irmãos em Cristo. De fato durante as palestras e durante as orações Giusa frequentemente mencionava os governos dos países, e condenava as guerras, a matança e crueldade de gente inocente. A missão de Giusa era uma missão para todas as nações, e sua participação não era limitada em falar somente mas escrevia muitas cartas com mensagens de paz para muitos e vários presidentes no mundo. Nos anos oitenta ela escreveu cartas para o primeiro ministro de Israel Shamir, para Ayotallah Khomeini do Irã, o coronel Mengistro Haile Mariam da Etiópia, para José Napoleão Duarte de El Salvador, Saddam Hussein do Iraque, o presidente Reagan, o presidente Gorbachev e a prima ministra Margaret Thatcher. Ela de novo escreveu para o Presidente Bush e Gorbachev antes de sua chegada em Malta e durante a Guerra no golfo, escreveu mais duas cartas para o Presidente Bush e Sadam Hussein. Testemunhas destas cartas são três cartas de reconhecimento que Giusa recebeu do Presidente Jorge Bush.

    Giusa trabalhou bastante pela paz. Na reunião de Fevereiro de 1987 ela disse: "de Malta deve acontecer a verdadeira paz para unir o mundo inteiro." Depois na reunião de Dezembro 1989 que aconteceu exatamente durante o "summit" dos Presidente Bush e Gorbache que se realizou em Malta Giusa disse: "Hoje dia 3 de Dezembro, vos digo que foi fundada a primeira pedra da Basílica, que deseja nossa Senhora da Vida no Girgenti porque mandou o presidente Gorbachev e o presidente Bush… Como lhes disse um ano e meio atrás, a paz vem de Malta, de Malta tem que iniciar. E daqui a paz iniciará. Por isso que nossa Senhora me trouxe aqui… Vimos a paz iniciando em Malta." Hoje todo mundo sabe que nesta reunião entre os dois presidentes terminou a Guerra seca.

    PEDIDOS DE NOSSA SENHORA

    Durante os anos foram muitos os pedidos que nossa Senhora pediu para Giusa. Além da Imagem que Giusa trouxe para o Girgenti no dia 5 de Maio 1986, a nossa Senhora pediu também a água. Na reunião de maio de 1988, Giusa disse que nossa Senhora lhe falou: "Minha filha aqui eu quero um pouco de água." Eu lhe respondi, "Minha Senhora esta água como vou fazê-lo." Ela me deu toda direção e me disse: "Não é nada grande, aconteceram tantas coisas maiores…" Se você me obedecer e fizer aquilo que eu lhe disse, no Girgenti tudo sera complete." Giusa continuou dizendo, "Temos ainda de costruir uma Igreja como você deseja. Giusa continuou dizendo,.. aquilo que é escrito por Deus tudo passará… Esta água, a nossa Senhora vai nos dar para com ela fazer muitas coisas espirituais e materias em nossas ilhas e também nos outros países… Nossa Senhora me disse que vão ser curadas muitas almas, que virão aqui durante a noite, ninguém as verão, bebendo desta água e verão a graça de Deus. Depois Giusa derramou a água que trouxe de casa e que como, ela disse, foi tocado por nossa Senhora. Depois o Mons Buontempo benzeu a água.

    É também o desejo de nossa Senhora, que no Girgenti, deve ser construída uma igreja, e que será construída logo mais possível, para ser ao serviço dos Malteses, Gozitanos, e gente de fora. Giusa disse que nossa Senhora lhe disse: "A igreja como lhe disse, deve ser reservada para o Senhor Deus, Jesus, o Espirito Santo, eu a Nossa Senhora, e o divino esposo meu Sāo José, e todos os que estão no céu para que daqui todo o céu terá louvores e louvores muito grandes... e eu vou lhe dizer, minha filha, que a igreja deve ser simples e humilde, sem decoração nenhuma para não chamar atenção de ninguém. O que chama atenção aqui será os louvores que sobem para o céu para Deus. Deve ser um lugar limpo de dentro das mentes, dos pensamentos, da língua e de todos os prazeres que o mundo atrai para si. Aqui deve ser um lugar muito reservado para ser dado louvor, adoração ao Senhor Deus."

    Na reunião do mês de Setembro de 1989 Giusa foi ao Girgenti vestida de nero e sobre o seu peito tinha uma fita com as letra S.J.S.M.J. Neste dia Giusa disse que ia ser a primeira Madre da Virgem da Consagração e que ia ser chamada Madre Maria Josefa. Disse que devem ser também irmãs de Nossa Senhora da Consagração para que quando for aberta a igreja, esta possa permanecer aberta. Nossa Senhora lhe disse: "A igreja deve estar aberta e as irmās devem ficar ao redor da igreja para que quando vem os malteses e os gozitanos e pessoas de fora, turistas... Irmās vocês possam receber de todos os países... Devem trabalhar para todos, e nāo deve ter ninguém que será vosso inimigo. Devem trabalhar de māos dadas, entre vocês e também às de fora, como você fez durante sua vida..."

    Giusa continua a dizer que na visāo que teve da Senhora da Vida, na noite antes do amanhecer o dia de Sábado de 24 de Setembro de 1994 às 3 horas de madrugada, a nossa Senhora lhe disse de novo: "Você deve morrer com o hábito de religiosa... O seu apostolado, você se tornou vitima dentro da sua própria casa durante estes quatorze anos, aguentando a pobreza, o abandono do mundo e as preocupações do povo." Giusa disse que: "Nossa Senhora queria que a minha vocação, continuo fazendo-a dentro da minha casa simples e pobre, de conhecer o meu nada diante da santidade e grandeza de Deus, o grande Senhor Jesus que está me protegendo muito." Giusa deu também o significado das cinco letras que trazia na fita: S=Senhor, J= Jesus, S= Espitrito Santo, M=Maria, J= José, e deixou por escrito as regras que devem ser observadas no futuro pelas irmãs da Virgem da Consagração.

    Na reuniāo de mês de maio de 1992 no Girgenti uma grande cruz foi benta e colocado no lugar conforme a indicação de nossa Senhora. Depois de ter louvado e agradecido a Deus e nossa Senhora, rezar pelos presentes e para o bem do mundo, Giusa disse: "O Santa Cruz, conforto dos sofredores, de ti nós esperamos que Malta e Gozo e o mundo inteiro sejam confortados e consolados e tenham a benção de Deus sobre nós, porque é isso que precisamos de mais e a paz no coração... Vou lhes dizer meus amigos que cada um de nós deve carregar um pouco..."

    Uma outra coisa que chama a atençāo quando alguém vai ao Girgenti é um sino que está acima do quarto. É importante dizer que este sino está ali porque tem uma graça espiritual alcançada. Uma pessoa blasfemava muito e se converteu e nāo blasfema mais. Esta pessoa deu dinheiro para Giusa para ser colocado um sino no Girgenti para que este sino cada vez que for tocado, louve a Deus e assim repararia as blasfêmias que tal pessoa fazia antes. Mais adiante Giusa disse que nossa Senhora lhe falou para serem dadas cinco toques, três a respeito da Santíssima Trindade, um para nossa Senhora e outro para Sāo José, e como louvor a todo o céu. A reunião é feita nos primeiros e terceiros Domingos de cada mês.

    GRAÇAS ALCANÇADAS

    Além das graças espirituais que foram alcançadas e ainda sāo alcançadas, e outra graças materiais pela intercessão de nossa Senhora e de Giusa Mifsud. Um dos casos muito importante é o caso de Doris Attard da cidade de |Ebbu, que aconteceu no ano 1984. Doris tinha uma māo que fedia muito, tanto que sua família nāo suportava o mal cheiro. O seu braço estava muito mal, tanto que nāo podia fazer nada nem sequer descansar, e era forçada a ficar na cama. Nāo tinha nenhuma esperança de ser curada e por isso ia amputar o braço para ser salvo o corpo inteiro.

    Doris foi à casa de Giusa e como ela mesma disse: "Eu nāo conhecia Giusa e também ela nāo me conhecia. Sem eu ter falado nenhuma palavra Giusa me disse: "A nossa Senhora vai te curar! Ela me levou em frente ao quadro de nossa Senhora da Consagração para rezarmos juntos. É uma coisa extraordinária, daquele momento minha māo enfaixada, em lugar de mal cheiro começou a sair um suave perfume!"

    Na casa de Giusa eu ia muitas vezes uma ou duas vezes por semana desde o mês de Abril 1984.Toda vez que eu rezava junto com Giusa em frente ao quadro de nossa Senhora, eu sentia movimentos no meu braço. No hospital me diziam que o único jeito de sarar era de cortar o braço. Mas Giusa me disse: "Nāo faz nada para seu braço! Deixa tudo porque nossa Senhora já vai arrumar tudo." E assim aconteceu.

    Minha māo começou a ser curada, o mal cheiro desapareceu, a cor feia do braço desapareceu e os meus dedos comecei a mexe-los como os da māo direita. Minha mão foi curada sem nenhuma medicação. Quando fui ao especialista (Dr.J.E. Casaletto) e viu que a minha māo estava curada de tudo ele disse que é um milagre’’ e me fez uma certidão de uma cura extraordinária.

    Reportajem de Mario e Maryanne Farrugia

    Era Terça feira, dia 2 de Março de 1999, quando o senhor Mario foi acordar o seu filho às 6.00 horas da manhã, para lhe preparar para ir à escola. Da escola às dez horas o menino telefonou para sua māe e lhe disse que estava doente. Quando chegou em casa, sua māe mediu a febre e estava com 103 (F). Chamou o médico, que disse que o menino nāo tinha nada sério, somente um resfriado.

    Sem perder tempo o menino começou a tomar remédio e de tempo em tempo os pais tiravam a temperatura e depois de algumas horas chegou a ser 105 (F). Por isso os pais nāo deixaram o menino sozinho, colocando gelo e outro remédio caseiro junto com o remédio da farmácia.

    Era noite. Ha meia noite os pais foram acordar o menino para lhe dar o remédio e repararam que ele nāo podia respirar bem. Ele começou a beber muita água, teve também dor de barriga porque nāo podia ir ao banheiro porque seu corpo nāo funcionava mais; era o efeito da doença que o menino estava passado. A febre nunca lhe deixou.

    Mario e sua esposa decidiram de levar o menino para o hospital, mas por causa do menino nāo poder andar, chamaram a ambulância. Mas esta veio sem um médico e sem enfermeira. Ao chegarem ao hospital foram diretamente para a Emergência. Começaram a examinar o menino. Ele estava com alergia. Tiraram lhe sangue e resultou que o menino estava com meningites e estava muito mal, porque este tipo de meningites podia deixar o menino cair em coma e machucar a mente, com outras conseqüências.

    A esta hora o médico chamou mais médicos para lhe ajudar, porque a doença estava ficando pior. O menino foi levado na sala da cura intensiva e Mario e sua esposa ficaram esperando do lado de fora. Era 4 horas da manhā.

    Umas duas horas depois o especialista chegou. Mario continua a dizer que o especialista os chamou e lhes disse: "A doença está muito forte e a somente a oração pode curar o menino: nós os médicos fizemos tudo que era possível. Somente Deus pode curar o menino, porque nem 1% de vida ele tem."

    Eu sai da sala, continuou Mario, era 11:30 da manhā. Quando uns enfermeiros saíram com um doente e caiu um santinho de papel. Minha esposa me disse: Porque você vai pegar aquele santinho? Eu estava desanimado e quando peguei o santinho me senti tão cheio de fé, que senti que o meu filho vai se recuperar.

    É uma coisa incrível, porque quando veio o médico, e nos perguntou a respeito do menino, a gente respondeu que nāo sabíamos responder. Ele entrou no quarto e achou que o menino nāo continuou a piorar. Aquele santinho que eu peguei do chāo era de nossa senhora da Consagração.

    Aquele senhor que perdeu o santinho faleceu dois dias depois ! O nosso filho nāo demorou muito tempo na sala da cura intensiva. Ele ficou mais três semanas no hospital para ter mais remédio. Hoje o menino está bem como os outros, sem nenhuma consequência da doença.

    A MORTE DE GIUSA

    No dia de Segunda feira de 28 de outubro de 1996, Giusa faleceu. Durante a missa de corpo presente no dia 30 de outubro de 1996’ o Mons.Carmelo Xuereb o Vigàrio Emeritus disse assim: "Giusa continuou até o fim na serenidade, esperando o momento que o Senhor Deus lhe chamasse para perto dele... Estava ela preparada para ir numa casa dos velhos ...e no dia que ela ia nesta casa, Deus lhe chamou para si. Ela recebeu a morte com muita serenidade, porque ela nāo tinha nada que a amarrava no mundo. Os santos nāo tem nada que deixa-os amarrados com o mundo..."

    FIM

    Durante as suas palestras, Giusa sempre condenava o ciúme, a matança de gente inocente, tanto no tempo de guerra como pelo aborto, os pecados contra a castidade, falta de fé e desrespeito a Jesus na Eucaristia de modo especial durante a missa do diabo com comunhões sacrílegas, enquanto ela falava muito a respeito do amor à Trindade Santa, a nossa Senhora e o nosso próximo.Tenho certeza que alguns que ouvia ela falando, tem pessoa que ainda ouvi seu pedido de nāo sermos egoístas em nossos pedidos, para trabalhar pela verdadeira paz, e oferecer nossos sofrimentos e doenças para as necessidades do mundo e a conversão dos pecadores, para apreciar os sofrimentos de Cristo por nós e lhe agradecer por nos deixar a si mesmo na Eucaristia.

    O animo, a doçura e o amor a Eucaristia que mostrava nas suas palavras, temos a certeza que ficaram gravadas nos corações daqueles que a ouviam.

    Outras boas qualidades foram a humildade, a simplicidade, a modéstia e a grande fé em Deus. Também chamava a atenção de todos o seu sorriso que jamais desapareceu do seu rosto, testemunha da paz interior.

    Giusa nāo està mais conosco, mas as suas palavras estão ainda ecoando nas mentes o nos corações de muita gente. Com certeza que do céu Giusa ora por nós para que a semente lançada no lugar de Girgenti continua a crescer para que muitas almas se aproximem de Deus por meio da Virgem Maria, e que em Malta e no mundo domine a verdadeira paz que o Senhor deseja.

    As informações sāo tiradas da série de sete livros chamados "A fundação de um tijolo novo Nossa Senhora da Consagraçāo" escrito pela Advogada Sylvana Spiteri e editado pela Equipe do Movimento de Nossa Senhora da Consagraçāo.

    Por que, as vezes, as palavras usadas por Giusa sāo misteriosas e por isso difícil de serem traduzidas, no caso o que vale sāo do testo original escrito em Maltês.

    CONSAGRAÇÃO DOS CORAÇÕES À VIRGEM MARIA

    Ó Maria, Rainha do céu e da terra, mais de uma vez vos nos mostrastes vosso desejo pra que o mundo inteiro fosse consagrado ao seu imaculado coração. Movido por vosso desejo, a vosos pés hoje pra consagrar todo o meu ser a vós.

    Eu vos dou meu coração: inflame-o com um sincero amor a vosso filho Jesus e a todos os homens.

    Eu vos dou minha mente: Para que vos possais elevar meus pensamentos para o Paraiso, minha patria. Nao permitais que o brilho do mundo e os truques do diabo me enganem ou me façam esquecer as promessas que fiz no batismo.

    Eu vos dou toda a minha vida: Pra que eu possa ser todo vosso; me faça um apóstolo zeloso enter aqueles que se desviaram do reto caminho e estão offendendo vosso filho Jesus com seus pecados.

    Ó Maria, a mais misericordiosa e a mais doce mãe, chame cada um a uma unica fe verdadeira. Reduzi a nada o poder do diabo e protegei a santa igreja de Deus em todos os tempos.

    Abençoai o Papa e os Bispos que estão come ele. Aumentai o numero de sacerdotes santos e daqueles que querem consagra-se a vos generosamente e com um mais leal e sincero amor.

    Finalmente, eu vos suplico, ó mãe! Manter-nos sob vossa proteção a mim e a todos os homens, desta maneira, após termos vivido nossa vidas sonsagradas a vós na terra, seremos dignos de morrer santamente e desfrutemos a Glória eterna. Amém

    Reze três Ave-Marias
    Nihil obstat
    16 Nov. 1984
    Jos. Lupi
    Cens. Theol.

    Imprimatur
    die 16 Nov. 1984
    Can. C. Xuereb
    Vic. Gen.


GALLERY




...
About Us

The Movement of Our Lady of Consecration was founded by Guza Mifsud in 1987 mainly to spread devotion towards the new title “Our Lady of Consecration”. Notwithstanding Guza’s demise in 1996, the Committee still organises prayer meetings and is also always pleased to offer its assistance to those who visit the shrine at Girgenti and Guza’s house in Siggiewi, Malta.